sábado, 3 de janeiro de 2009

Vicente Telles, cancioneiro do Contestado

Vicente Telles por Willy Zumblick.



Cidadão Catarinense. Assembléia Legislativa
(Florianópolis-SC), 18.10.2007.

Concentração em Taquaruçu (Fraiburgo-SC), meados da década de 1980.

Representação do combate de 1912 em Irani. Início da década de 1980.

Isabel Olímpia da Silva, mãe de Vicente,
filha de José Alves Perão e Júlia Olímpia da Silva.


Heleodoro Telles da Rocha, pai de Vicente, filho de
Alexandre Telles da Rocha e Erminda Fabrício das Neves.


Vicente Telles ensaia em sua residência no Irani.
No fundo os quadros dos avós maternos.


Túmulo da avó paterna de Vicente Telles
no Cemitério do Contestado (Irani-SC).


Alexandre Telles da Rocha, avô paterno de Vicente,
"coronel" que dava guarida às forças militares na região.

14 comentários:

  1. Sr. Vicente Telles e sua gaita, que a muitos emociona. Sou um destes, que tive o prazer de ver e ouvir sua gaita chorrar, rir e emocionar a todos a sua volta.
    Parabens aos dois, Vicente e Cesár, pois vcs estão resgatando histórias importantes e esquecidas, já vividas nestes rincões queridos deste Brasil, onde atualmente vivemos e nossos antepassados além da vida, guerrearam com louvor.
    Att.
    Sonivaltair Castanha

    ResponderExcluir
  2. Olá Vicente...tudo bem, Parabéns..por todas as histórias resgatadas pois tenho orgulho por fazer parte da familía Telles e assim descobrir os antepassados de meus familiares que fazem parte dessa história.
    CARLA APª ROCHA TELLES

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Vicente, fico muito feliz em visitar a internet e encontrar relatos a seu respeito. Recordo cheia de saudosismo minha infancia vivida em Irani, confesso orgulho em ter convivido com sua pessoa e o exemplo que nos dá.Abraços da familia de Plinio Chiamulera.
    Luides Maria Chiamulera Ghisi

    ResponderExcluir
  4. OI VICENTE, ME CHAMO TAYS. SOU DE CAPINZAL (SC)E ESTIVE AI NO MêS PASSADO COM A MINHA TURMA(ESCOLA). ADOREI A SUA PALESTRA, E ADQUIRI MUITO CONHECIMENTO SOBRE ESSA HISTÓRIA QUE É POUCO COMENTADA PELAS PESSOAS. UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  5. visente telles foi um exelente químico brasileiro...
    Ele mudou a história do Brasil...
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  6. Vicente Telles, meu eterno mestre de acordeon, no Rio de Janeiro de 1958 a 1966.Obrigado por saber tudo o que sei de música por suas mãos.

    Sonia Cecilia Heeren Manoel - Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  7. Estive com a minha turma ai em Irani para ter uma palestra Com o Vicente e confesso que adorei saber como aconteceu a guerra do contestado a palestra foi divertidissima e super engraçada adorei quando vc pegou a gaita e começou a tocar e cantar para nós foi super legal

    ResponderExcluir
  8. jonas_rocha@hotmail,com21 de dezembro de 2010 22:46

    ja faz parte da historia do sul do nosso pais as revoluçoes comandadas por nossos ante passados me sinto orgulhoso de fazer parte dessa familia que tanto contribuiu com o progresso do sul JONAS TELLES DA ROCHA Guarapuava PR

    ResponderExcluir
  9. Estivemos em Irani neste primeiro final de semana de 2011. Acabamos nos informando sobre a historia local e conhecendo lugares interessantes em relaçao as batalhas ali decorridas. Ficamos tristes ao ver que estes espaços, de tamanha riqueza historica são aparentemente possuidores de poucos recursos de divulgaçaoe e até mesmo interessepor parte da populaçao em geral. Conhecemos a Dona Lourdes, assim como outros moradores locais que, naturalmente, se disponibilizaram a falar sobre a historia do Contestado. Estas pessoas também nos falaram sobre o Sr. Vicente e ficamos muito interessados em conhece-lo. Estamos planejando novamente esta viagem para conhecer ainda mais sobre esta historia que faz parte de nossa historia.

    ResponderExcluir
  10. Estivemos em Irani neste primeiro final de semana de 2011. Acabamos nos informando sobre a historia local e conhecendo lugares interessantes em relaçao as batalhas ali decorridas. Ficamos tristes ao ver que estes espaços, de tamanha riqueza historica são aparentemente possuidores de poucos recursos de divulgaçaoe e até mesmo interessepor parte da populaçao em geral. Conhecemos a Dona Lourdes, assim como outros moradores locais que, naturalmente, se disponibilizaram a falar sobre a historia do Contestado. Estas pessoas também nos falaram sobre o Sr. Vicente e ficamos muito interessados em conhece-lo. Estamos planejando novamente esta viagem para conhecer ainda mais sobre esta historia que faz parte de nossa historia.

    Mauricio (RS) e Carla (SC)

    ResponderExcluir
  11. Oi seu Vicente sou esposa do Carlinhos gaiteiro, nos conhecemos no final do ano de 2009 numa apresentação dele em Joaçaba, passei domingo em sua cidade e fiquei encantada com as belezas naturais e históricas daí. Um grande abraço a ti e feliz ano novo.

    Roseli

    ResponderExcluir
  12. Também estive na casa de Vicente Telles, foi um espetáculo, este homem estava dormindo e quando chamado por um de seus funcionários, (um rapaz de 15 anos e descendente dos "revoltosos" ), acordou e apanhou seu acordeon e contou a história da guerra com aquele fundo musical. Inesquecível,,Parabéns,,

    César A. Foss.
    São José dos Pinhais-PR

    ResponderExcluir
  13. Ainda fiquei de levar até Vicente algo para enriquecer sua maneira de expressar a história através da música . Parabéns pela humildade em aceitar algo que venha a somar, vindo de uma pessoa mais jovem. Assim que puder levarei este CD que prometi entregá-lo. Também fiquei sabendo após contar a história do Contestado, que meu bisavô trabalhou na construção da estrada de ferro no Rio do Peixe,,como pode não é,,eu nem sabia que ele esteve nesta região, pois teria vindo da Itália, para o rio Grande do Sul e depois para o Oeste do Paraná.,, foi muito bom saber disto.

    Deus te abençoe Vicente..

    Cesar A. Foss

    São José dos Pinhais-PR

    ResponderExcluir
  14. olá! nos alunos de Pinhalzinho-SC gostamos muito de ter conhecido o senhor, você nos ensinou muito sobre a guerra do contestado, contou várias histórias sobre irani...
    parabéns vicente.
    Que deus te abençoe.

    ResponderExcluir